Teste de combustíveis: o mais caro é melhor?

Foi realizado um teste de combustíveis pela Deco Proteste e hoje vamos falar um pouco sobre ele para mostrar que as vezes o preço mais alto não significa uma melhor qualidade.

Teste de combustíveis

O abastecimento foi realizado com 4 combustíveis diferentes

Foram testados os combustíveis a seguir em quatro carros iguais:

  • Galp Gforce
  • Galp Hi-Energy
  • Jumbo
  • Intermaché

Veja o desenrolar do teste:

  • Foram comprados 4 Renault Clio 1.5 dCi (90 cv) novos, de forma anónima.
  • Os carros foram entregues a estrear no circuito de teste.
  • Além do combustível, não há outros fatores a influenciar o desempenho do carro.
  • Do óleo do filtro aos pneus, preparámos os carros para ficarem em pé de igualdade.
  • Os componentes decisivos para o desempenho do motor são iguais: a ECU, mais conhecida por centralina, a versão do software, os injetores, a bomba de injeção e os pneus, entre outros.

teste de combustíveis

Resultados do teste

Foram percorridos 12 mil quilómetros

  • Durante um mês, quatro pilotos profissionais conduziram os carros até cada um marcar os 12 mil quilómetros. Foram recolhido os combustíveis em postos diferentes de Lisboa a Sines, passando por Alcácer do Sal e Setúbal.
  • Todos os dias, cada piloto conduziu um carro diferente, sem saber as marcas de gasóleo em teste.
  • Simulámos dois tipos de percurso: em autoestrada e via rápida, e outro, urbano, com uma velocidade média mais baixa e paragens.
  • Reabastecemos os depósitos com o combustível que comprámos como qualquer consumidor.
  • Toda a frente do carro foi desmontada para extrair o motor.
  • Abriram os motores para recolher os pistões, sem qualquer contacto com as suas zonas laterais e topo.
  • Os componentes recolhidos foram embalados em vácuo para envio ao laboratório.

Veredicto final no laboratório

Foram medimos o consumo no teste de combustíveis e foi registrado uma diferença sem significado. Também foi identificado um efeito semelhante na acumulação de depósitos e no desgaste do núcleo vital do motor.

De maneira que fica a dúvida: Se o impacto é igual, porquê pagar mais? As alegações do gasóleo hi-energy e gforce não correspondem à verdade e por isso já foram denunciadas às autoridades competentes.

Se você gostou do post veja também o sobre dicas para poupar combustível.